Nadal Masters 1000
Mais dominante que nunca
16/05/2017
Federer em Wimbledon
Vida longa ao rei
20/07/2017

La Décima

Nadal Roland Garros

O feito conquistado por Rafael Nadal neste último fim de semana é difícil de ser colocado em palavras. Ganhar 10 vezes Roland Garros ultrapassa por muito o extraordinário e beira o inacreditável. Ano após ano, o jogo de Nadal era visto como insustentável, um estilo que encurtaria sua carreira. Lesão após lesão, parecia que realmente o Rei do Saibro deixaria de ser dominante. E a última mexeu com sua confiança, derrubou seu ranking e encurtou sua temporada. Mas quando 2017 chegou, Rafa ficou pertíssimo de um improvável título na Austrália e ainda alcançou mais duas finais nas quadras duras. Assim que a temporada de saibro começou, o melhor jogador da terra fez o que quis: ganhou o décimo título em Monte Carlo, o décimo em Barcelona e seu quinto em Madri. Chegou em Roland Garros como superfavorito e saiu de Paris sem perder sets. São 15 torneios de Grand Slam no bolso aos 31 anos de idade.

No torneio, Nadal não deu chances para ninguém. Pegou uma chave relativamente tranquila até a semifinal e, na sequência, enfrentou os dois adversários que mais poderiam lhe causar problemas, Thiem, que o derrotou em Roma, e Wawrinka, campeão em 2015. No entanto, na prática, os dois juntos lhe tiraram apenas 13 games.

Na grande final, quem esperava ver Stan Wawrinka atuando no limite e atacando todas as bolas, se surpreendeu ao ver que Nadal era o tenista mais agressivo em quadra. Sacando bem e pressionando o serviço do rival, Rafa não deu chances para Wawrinka soltar seu espetacular backhand e sua direita angulada. No fim, o placar de 6/2, 6/3 e 6/1 refletiu muito bem o que foi a partida e o que tem sido a história do Touro Miúra no saibro de Roland Garros.

O raio voltou a cair no mesmo lugar

Há 20 anos, Gustavo Kuerten surpreendeu o mundo ao vencer Roland Garros sem sequer ser cabeça de chave. Naquele 8 de julho de 1997, enquanto Paris ovacionava o brasileiro, nascia na Letônia Jelena Ostapenko. 20 anos depois, seria a vez da Letã deixar o mundo boquiaberto com sua conquista no saibro parisiense.

Quando o torneio começou, certamente Ostapenko não aparecia em nenhuma lista de favoritas. No entanto, passou sem problemas pela campeã olímpica Puig, pela campeã de Slam Stosur, pela ex-número 1 Wozniacki e enfrentou a favorita Halep na grande final.

Ostapenko surpreendeu com um jogo de muitos riscos e muita agressividade. Na grande final, a letã fez 54 bolas vencedoras contra 8 de Halep. A romena chegou a declarar após a partida que, em alguns momentos, se sentiu uma espectadora da decisão.

Rankings

Com os resultados de Roland Garros, Nadal assumiu a segunda colocação do ranking, 2605 pontos atrás de Andy Murray e a possibilidade de chegar ao topo já em Wimbledon. O ranking segue com Wawrinka, Djokovic, Federer, Raonic, Cilic, Thiem, Nishikori e Zverev.

No feminino, Ostapenko subiu 35 posições e chegou à 12ª colocação. Halep e Pliskova, que ficaram a uma vitória topo são 2ª e 3ª colocadas, ainda atrás de Angelique Kerber. O ranking segue com Serena Williams, Svitolina, Cibulkova, Wozniacki, Konta, Kuznetsova e Radwanska.

Imagem: Divulgação/Roland Garros

Pró Spin
Pró Spin
Somos a Pró Spin, uma loja virtual pioneira na venda de artigos esportivos pela internet que hoje pertence a um grupo empresarial chamado PS Esportes. A Pró Spin nasceu da necessidade de se adquirir produtos de qualidade e procedência no mercado eletrônico. Hoje é destaque no competitivo mercado online por respeitar o consumidor, oferecendo ótimas condições de pagamento, ofertas exclusivas, além de muita variedade de produtos de extrema qualidade.