Quem pratica tênis sabe que nem todas as bolas dessa prática esportiva são iguais, não é mesmo? Ela pode influenciar, tanto na qualidade do jogo, quanto no seu bolso (devido à sua durabilidade).

Para começar, a primeira pergunta a ser feita é: em qual tipo de quadra você jogará? Se você já joga há um tempo, sabe do que estamos falando, mas caso você seja iniciante ou mesmo curioso do assunto, saiba que há quadras duras (ou rápidas) e, também, de saibro (ou lentas), além daquelas genéricas, que podem ser usadas em qualquer tipo de piso.

Toda essa preocupação se deve ao material utilizado na fabricação da bola de tênis – que é uma mistura entre borracha, lã artificial e lã natural. Dependendo da qualidade de cada matéria-prima escolhida e dos cuidados nas etapas de produção, a bola terá maior ou menor velocidade e durabilidade.

 

O material x tipo de quadra

A bola de quadra dura (ou rápida) é composta, em maior parte por lã natural (do que artificial). Isso porque a natural aumenta o atrito, o que diminui a velocidade da bola e, claro, acaba influenciando em sua durabilidade.

Já as bolas para quadra de saibro (ou lenta), têm maior quantidade de lã artificial, já que isso faz com que elas fiquem mais lisas e, assim, menos lentas – deixando o jogo mais rápido.

 

 

Há um tipo de bola que se encaixa, no entanto, nos dois tipos de piso, conhecida como “all court” – o que nada mais é do que uma mistura quase que por igual dos dois tipos de lã, deixando-a compatível com qualquer tipo de quadra.

Apesar dos padrões da International Tenis Foundation serem utilizados atualmente, muitos tenistas sentem diferença no ‘peso’ da bola, de marca para marca. Mas na verdade, apesar de os fabricantes seguirem os padrões da Instituição, o que acontece é que a borracha utilizada pode interferir na batida e pressão da bola na raquete, influenciando indiretamente no peso sentido.

As especificidades

Amarela, a bola não deve conter costura, mesmo se houver qualquer emenda. Outra especificidade, segundo a International Tenis Foundation é de que o peso deve variar somente entre 56 e 59,4 gramas. E não para por aí… Cada bola deve quicar mais de 134,62 cm e menos de 147,32 cm quando lançada de uma altura de 254 cm sobre uma superfície rígida e lisa.

A bola do Tipo 1 – de velocidade rápida – precisa ter uma deformação maior que 0,495 cm e menor que 0,597 cm, além da deformação de retorno maior que 0,673 cm e menor que 0,914 cm, sob um peso de 8,165 kg.

Já a bola do Tipo 2 (velocidade média) e a bola do Tipo 3 (velocidade lenta), necessariamente, devem ter uma deformação entre 0,559 e 0,737 cm e uma deformação de retorno maior, ficando entre 0,800 e 1,080 cm, sob um peso de 8,165 km.

E olha só que curioso! Há ainda mais dois tipos de bola especiais, para jogos acima de 1.219m de altitude acima do nível do mar.

O primeiro tipo é igual à Bola Tipo 2 – velocidade média -, conhecido também como bola pressurizada. O segundo tipo, utilizado em uma altitude de 1.219 m, é a Bola do Tipo 3 (velocidade lenta).

E para fechar, lembre-se: antes de comprar sua bola de tênis a dica são dois passos, saber o tipo de quadra que você vai jogar e optar pelas marcas mais conhecidas do mercado. Boa sorte e bons jogos!