Pró Spin

O fim de semana foi marcado pela Laver Cup, um torneio amistoso homenageando a lenda Rod Laver num embate entre europeus de uniformes azuis (Federer, Nadal, Zverev, Thiem, Cilic e Berdych) e resto do mundo de uniformes vermelhos (Isner, Kyrgios, Shapovalov, Sock, Querrey e Tiafoe, que substituiu Del Potro). Ou seja, 5 top10 e 9 top20 fizeram parte desse torneio.

Essas competições-exibições são comuns no tênis. A IPTL, liga asiática que acontece anualmente, é um exemplo disso. Normalmente, esses torneios contam com algumas jogadas espetaculares e pouca competitividade, com os jogadores batendo firme com suas raquetes e gastando pouco a sola do tênis. Mas o que aconteceu nesse fim de semana foi diferente. A Laver Cup foi surpreendentemente divertida e competitiva. O esforço de Roger Federer em ser o embaixador do evento e trazer grandes jogadores somado a presença de Rafael Nadal já seria o suficiente para encher as arquibancadas, mas o torneio reservava 2 momentos bastante interessantes aos fãs de tênis.

Competição de verdade

Os jogadores compraram a ideia de vencer a Laver Cup. Liderados por Borg (Europa) e McEnroe (mundo), os atletas entraram em quadra prontos para dar o melhor de si e pontuarem para suas equipes. O formato da competição se demonstrou bem-sucedido com vitórias na sexta valendo 1 ponto, vitórias no sábado valendo 2 pontos e vitória no domingo valendo 3 pontos. A equipe que chegasse a 13 pontos antes seria a campeã.

O time europeu liderou o tempo inteiro, mas Kyrgios teve match point contra Federer para deixar a competição 12×12. No entanto, o suíço se salvou e fechou o confronto em 15×9. A competição foi levada tão a sério que, assim que Federer venceu a partida, Nadal já estava em quadra comemorando efusivamente e Nick Kyrgios chegou perto de derrubar algumas lágrimas.

A dupla Federer/Nadal

Dupla Federer/Nadal

Pela primeira vez, Nadal e Federer (1º e 2º do mundo, respectivamente, e maiores campeões de Grand Slam nas simples masculinas da história, 35 títulos no total) jogaram do mesmo lado da quadra. A maior rivalidade da história do tênis foi deixada de lado em prol de grandes jogadas, alguns erros e uma ótima vitória contra a dupla Sock/Isner.

A parte mais legal dessa dupla é ver como as duas lendas se dão bem dentro e fora de quadra, deixando discussões ríspidas e sem sentido entre seus fãs ainda mais vazias. Não é a primeira (nem a segunda ou terceira vez) que eles demonstram grande respeito um pelo outro e mostram como um esporte deve ser de verdade: grandes jogadores que entregam tudo que podem dentro de quadra (ou campo ou pista ou piscina), mas se respeitam fora dele e, mais que isso, promovem sua modalidade e a ajudam a crescer sempre. O tênis não poderia estar melhor representado, Federer e Nadal são o que esse esporte merece.

A disparidade entre o tênis e outras modalidades fica ainda maior quando comparamos a esportes com grande visibilidade no país. No futebol, não é raro jogadores desrespeitarem companheiros de profissão, se agredirem deliberadamente e acirrarem ânimos de fanáticos com pouco juízo e tempo de sobra. No MMA, o “trash-talk”, que vai na contramão do ensinamento de qualquer arte marcial, impulsiona lutas e cria um senso de importância questionável em seus fãs. Talvez seja o momento do Brasil e do mundo olharem com um pouco mais de carinho para o tênis e buscarem seguir esse bom exemplo.

 

Imagens: lavercup.com/Divulgação

25/09/2017
Laver Cup

Tênis dá uma aula de espírito esportivo

O fim de semana foi marcado pela Laver Cup, um torneio amistoso homenageando a lenda Rod Laver num embate entre europeus de uniformes azuis (Federer, Nadal, Zverev, Thiem, Cilic e Berdych) e resto do mundo de uniformes vermelhos (Isner, Kyrgios, Shapovalov, Sock, Querrey e Tiafoe, que substituiu Del Potro). Ou seja, 5 top10 e 9 top20 fizeram parte desse torneio. […]
18/09/2017
Copa Davis Brasil

O time brasileiro na Davis é fraco?

Mais uma vez o Brasil vai ficar fora do Grupo Mundial da Copa Davis em 2018. A última vez que a seleção brasileira mostrou suas raquetes na primeira divisão do tênis foi em 2015, quando perdeu na primeira fase para a Argentina em um confronto de tirar o fôlego. Naquele mesmo ano, caiu para Croácia na repescagem, e no ano […]
20/07/2017
Federer em Wimbledon

Vida longa ao rei

Roger Federer levantou o troféu de Wimbledon no último domingo. A cena que se repetiu pela oitava vez o torna o maior vencedor da história da grama sagrada, deixando Pete Sampras e William Renshaw (7 títulos cada um) para trás. A conquista do suíço coloca mais alguns recordes em sua conta, como: homem mais velho a vencer Slam em simples […]
12/06/2017
Nadal Roland Garros

La Décima

O feito conquistado por Rafael Nadal neste último fim de semana é difícil de ser colocado em palavras. Ganhar 10 vezes Roland Garros ultrapassa por muito o extraordinário e beira o inacreditável. Ano após ano, o jogo de Nadal era visto como insustentável, um estilo que encurtaria sua carreira. Lesão após lesão, parecia que realmente o Rei do Saibro deixaria […]
16/05/2017
Nadal Masters 1000

Mais dominante que nunca

Rafael Nadal é definitivamente o nome a ser batido no saibro em 2017. Depois de vencer dois torneios com chaves um pouco menos exigentes e com condições excelentes para o seu jogo, Nadal finalmente teve seu teste de fogo: a Caja Mágica, no Masters 1000 de Madri. Com a altitude da cidade, a bola costuma rápido nesse torneio, mais rápido […]